Moda

Confira o desfile de Inverno 18 da Prada

24 de janeiro de 2017

*retirado do FFW

O homem comum

O que inspira Miuccia Prada nesta coleção é a… normalidade. As pessoas comuns, que vivem à margem da cultura da celebridade. Ou seja, 95% de nós? Em uma entrevista a Tim Blanks, ela conta que olhou para um mundo em que dinheiro e fama fazem com que as pessoas que não têm isso sintam-se inadequadas. Então, ela parte das composições triviais do guarda-roupa masculino (calça, camisa, suéter) e faz do corduroy (veludo cotelê) a base da coleção.

Olhando para a história da Prada, sempre à frente na criação de desejos e tendências, esse seria um desfile anti-fashion não fosse a maneira como ela engrandeceu o comum através da combinação de cores, da estamparia no tricô e dos acessórios felpudos.

Há um romantismo dos jovens artistas dos anos 70 – ou por que não de jovens artistas de qualquer época, idealistas e apaixonados. A coleção feminina é menos ingênua, mas lembramos que Miuccia gosta de mulheres fortes e usa sua marca para passar imagens de mulheres empoderadas e com um senso estético raro, atípico e por vezes, incompreendido.

Prada

Prada

Prada

 

Fluffy

São nos looks femininos em que a textura felpuda se destaca, como nas peças de angora estampadas e inspiradas nos trabalhos de pintores que expõe suas obras em feiras de domingo. No masculino, as estampas aparecem em lindos suéteres com desenhos de barcos à vela ou casinhas. Se em coleções anteriores ela convocou artistas de ponta para colaborar com a marca, agora Miuccia olha para os artistas anônimos que vemos em parques ou feiras e, normalmente, não damos muita bola. Contrapondo-se a isso, a coleção tem os sapatos felpudos que reforçam uma das principais características da Prada: a beleza do estranho, a elevação do feio ou duvidoso. Esses são acessórios que nós veremos em diversos ensaios de moda e nos pés de hiper fashionistas. Mas, para o público em geral, é: ame ou odeie. O efeito fofo também aparece em cintos e meias.

Prada

Prada

Prada

Prada

Prada

Prada

Cores

As cores escolhidas e a forma como foram combinadas formam uma das bases da coleção. Terrosos, cinzas, vermelhos, vinhos e verdes fechados compõem a cartela e são vez ou outra, quebrados por roxos, pela delicadeza dos florais ou pelos tons fortes das bolsas.

Prada

Prada

pra_m_det_ss17_028

pra_m_det_ss17_056

Pés nada comuns

Se as roupas partem do que é considerado normal, é nos sapatos que a coleção é mais “prada”, no sentido de criar acessórios incomuns e até de gosto duvidoso. Os sapatinhos que poderiam vestir Maria Antonieta com as meias de lã são lindos de ver, mas será que veremos nas ruas da mesma maneira que um blazer de veludo? Certamente não e é exatamente isso o que os torna especiais, assim como os slides masculinos com taxinhas. De novo, você vai se apaixonar ou querer distância.

Prada

Prada

Prada

Prada

Nas mãos

Muitos acessórios femininos, masculinos e unissex, naquela diversidade que vemos nas marcas fortes nesse ramo. Há os cabeças de chave, como as bolsas inspiradas na arte cubista, e pastas e bolsas de couro lisas, clássicas e muito elegantes.

Prada

pra_m_det_ss17_114

Prada

Prada Milan Menswear Fall Winter 2017 January 2017

Casacos

E por fim, alguns dos casacos mais bonitos – fashion ou anti-fashion – que você vai encontrar nesta temporada. Prada

Prada

Prada

Prada

Você também pode se interessar por

Nenhum Comentário

Deixe um Comentário